Naquela velha estação…

Por Wilton Carvalho

Recentemente o Recife recebeu um grande golpe em seu patrimônio histórico. Um carro desgovernado atingiu em cheio a antiga e nostálgica estação, destruindo-a quase que totalmente, ficando de pé apenas parte da estrutura metálica construída em 1865.
Estação Ponte D'Uchoa.
ESTAÇÃO PONTE D'UCHÔA

A estação era parada do trem chamado Maxambomba, expressão que veio de “Machine Pump”, do inglês e que se popularizou aqui no Recife em meados do Século XIX até início do Século XX.

Após servir de estação para o Maxambomba, foi a vez dos bondes, que substituíram o trenzinho e que passaram também a utilizar a estação. Foram-se os bondes, chegaram os ônibus, que até hoje utilizam a estação como parada e que servem a milhares de passageiros.

Praticamente, a história do transporte coletivo se confunde com a Estação Ponte D'Uchôa dia após dia, ano após ano, década após década, a estação sempre esteve presente na vida do recifense que precisava utilizar o transporte naquele local, dando a sensação de nostalgia, até por aqueles que não alcançaram o trenzinho ou os bondes.

Esta é nossa homenagem para quem espera o ônibus hoje, para quem esperava os bondes e o trenzinho naquela estação e que esperamos que seja reconstruída igual como sempre foi, um dos principais patrimônios históricos do Recife.

(Wilton Carvalho)
 

“A localidade, que no passado já foi chamada de Sítio Guardez, atualmente recebe o nome de Ponte D’Uchôa, e era um caminho estreito e sinuoso, de propriedade do capitão Henrique Martins, que servia de acesso aos engenhos de Casa Forte, Monteiro, Apipucos e, por último, Dois Irmãos. Partia do extremo oeste da Boa Vista, situando-se à margem esquerda do Rio Capibaribe.

A expressão Ponte D’Uchôa era o apelido de um capitão que, no século XVII, foi senhor de engenho da Torre. Ele se chamava Antônio Borges Uchoa e havia lutado contra os holandeses.

Conta a história que Antônio decide construir uma ponte, próxima à foz do rio Parnamirim, com o objetivo de poder visitar  familiares de sua esposa, que residiam na margem oposta do Capibaribe. A partir daí, colocaram-lhe o apelido de Ponte do Uchôa. Isso ocorreu depois de 1654, época em que Antônio tomou posse do Engenho da Torre.

A estação, construída naquele local, recebe o mesmo nome da localidade, passando a ser conhecida por Estação Ponte D'Uchôa.”
 

. Fonte: Semira Adler Vainsencher (Pesquisadora da FUNDAJ
. Wilton Carvalho é administrador do Recife de Antigamente.
 

(Clique na imagem para ampliá-la)
 

Não curtiu ainda o Facebook do Papo? CLICA!

Izan Sant

Izan Sant

Um autor super do Bem.

Expresse-se...

Entrevista

VÊ, GALERA – Clica

msg do mês

Carol Ribeiro - Olinda

VOCÊ AQUI

Você Aqui - dezembro de 2018

presente de artista

Aniversariantes

  • Adriana Caetano (consultora – Igarassu/PE)
  • Adriana Esteves (atriz)
  • Adriane Pessoa (educadora – Igarassu)
  • Alinne Moraes (atriz)
  • Ana Alice (concl. Ens. Médio, Paulista/PE)
  • Brad Pitt (ator)
  • Carla Faour (atriz, dramaturga e roteirista)
  • Carlos Pedrosa (empresário – Itamaracá/PE)
  • Claudemir Gomes (prof. de Matemática – Igarassu)
  • Cláudia Raia (atriz)
  • Cynthia Peixoto (profa. de Português – Paulista)
  • Daniel Ávila (ator e professor de teatro)
  • Daniel Menezes (DKM Informática – Itamaracá)
  • Danielle Winits (atriz)
  • Fábio Bianchinni (ator/produtor – São Paulo/SP)
  • Fernanda Ribeiro (secretária – Igarassu)
  • Geneci Martelli (artista plástica – Tapurah/MT)
  • Gilson De Paula (ator – Recife/PE)
  • Giulia Gam (atriz)
  • Janaína Ana (Enfermagem – Itapissuma/PE)
  • Josenita Pereira (educadora – Itamaracá/PE)
  • Juliana Marcolina (intérp./Libras, Abreu e Lima/PE)
  • Leandro D’Melo (ator)
  • Leonardo B. Campos (cartorário, ator – Triunfo/RS)
  • Marcio Jorge Correa (Goods Layer, Entre Rios/AM)
  • Márcio Rosário (ator)
  • Marcondes Oliveira (biólogo – Recife)
  • Mariá Coutinho (turismóloga – Recife)
  • Osmar Nascimento (diretor executivo – Paulista)
  • Pedro Antônio (prof. de Inglês – Paulista)
  • Ricky Martin (cantor e ex-Menudo)
  • Rita Lee (cantora e compositora)
  • Rodrigo Andrade (ator, cantor e compositor)
  • Rodrigo Geraldini (biólogo – Conchal/SP)
  • Samuel Santos (diretor e produtor teatral – Recife)
  • Selton Mello (ator e diretor)
  • Victoria Diniz (atriz)
  • Walcyr Carrasco (escritor, novelista e dramaturgo)

Eventos

  • 01. “O Amante Pintor de Molière”, peça teatral com o ator Alex Albert e outros – Espetáculo Gratuito – 15h – Teatro Clênio Wanderley / Casa da Cultura, Raio Sul, 2o. andar – Recife
  • 02. Elba Ramalho, em “CAIXA de Natal” – 18h – Gratuito – CAIXA Cultural Recife / Avenida Alfredo Lisboa, 505, Praça do Marco Zero, Bairro do Recife – Telefone: (81) 3425-1915
  • 07. Encontro da Jovem Guarda, com The Fevers, Trepidants, Walter Ventura, na máquina do tempo – 17h – R$ 30 – Clube Ares Cisnes / Av. Cruz Cabugá, 2160, Santo Amaro/Recife
  • 31. Reveião Golarrolê, com Mateus Carrilho, Araketu, MC Elvis e os DJs Xande Medeiros, Thikos, Vini V, Iury Andrew e Tanit – 22h30 – R$ 230 (open bar premium), Vendas: Haus Bar, Avesso e Redley e site Sympla – Catamaran e Espaço Almirante / Cais das 5 pontas,s/n – Bairro de São José – Telefone: 3039-6304

Recomendo

Entrar

Arquivos