O Theo do canto e da interpretação

Theo Becker. Olhar penetrante.
Me explicando a sua relação com a música, o ator e cantor THEO BECKER — um galã por excelência — tratou de ser taxativo: “O canto, para mim, é sagrado. É ancestral, está nas minhas veias, e quando não estou rouco (Risos gostosos), canto muito bem.”

É superessencial, segundo ele, cuidar-se devidamente. Garante estar fazendo isso muito mais que antes; está aprendendo a poupar a voz, a guardá-la para as horas certas.

“Acho que todo ator deveria saber cantar um pouco e tento evoluir ao máximo a cada ano”.

Com certeza, por isso, com o tempo, Theo tem estado cada vez mais afiado como cantor. Porque ator de 1ª. categoria, já sabemos que ele também é, daí
 

ENTREVISTA
ESPECIAL
.

 

IZAN SANT – Bateu um friozinho na barriga ao iniciar a carreira solo e lançar o CD Minha Vez

THEO BECKERSim, bateu um frio na barriga. Pois esperei passar um tempo, desde “A Fazenda”, para realizar esse projeto até as coisas se acalmarem e verem que aquilo era um personagem e agora é hora. É minha vez! Carreira solo pesa mais a responsabilidade nas costas de um músico.
 

IS – A ótima música Você é tudo que eu quero tem um gosto especial para o Theo Becker?

TBDesde adolescente tinha o sonho de começar uma banda e incluir no meio de músicas próprias minhas a música “Você é tudo que eu quero” como madrinha do estilo da banda, por eu idolatrar tanto Bebeco Garcia e a Banda Garotos da Rua.  
 

IS – De suas composições musicais anteriores, qual o seu xodó?

TBSem dúvidas, “Marcas na Areia”, minha primeira música de sucesso, trilha do meu personagem em “Prova de Amor”; devo isso à Record, ao Tiago Santiago e a Alexandre Avancinni. Nos shows, sinto que a galera conhece bem a letra e isso me realiza.
Ator com beleza e talento em dose dupla.


IS – Sabemos que você surfa desde os 6 anos, cursou Administração até o 6º. período, daí trocou esse curso pelo teatro. Destino mesmo?

TBSim, destino, e foi numa época que aprendi a escutar o que meu coração falava. Tipo vai à luta e não se acomode! Confie em Deus, em si mesmo e vá fazer o que mais deseja, pois a vida é uma só! Meu sonho sempre foi morar no Rio e fazer mil personagens onde eu pudesse viver outras vidas completamente diferentes da minha… interpretando.
Theo, flash and sun.


IS – Você viveu fenomenalmente o querido Álvaro do fantástico remake A escrava Isaura. Na época, a receptividade do personagem perante o público superou o que você tinha imaginado?

TBA recepção do público até hoje é formidável. Lembram muito e sei que, apesar de novo, segurei bem o personagem e fiz uma linha correta! Para aquela novela, tirei meu chapéu e aprendi muito com Leopoldo Pacheco, que deu um verdadeiro show fazendo Leôncio Almeida. Herval Rossano me elogiou 3 vezes durante os 8 meses por sempre estar com todos os enormes textos sempre bem decorados. E Tiago Santiago me ligou uma mês depois de minha primeira cena para me elogiar e dizer que estava aumentando meus textos, que já eram enormes… (Risos gostosos.) Fiquei assustado e realmente aumentou o grau de dificuldade. Mas consegui, graças a Deus.
Theo te dá a mão.


IS – Então hoje, mesmo, as pessoas na rua, quando o veem, ainda falam do eterno amor de Isaura com você?

TBSim, até hoje falam muito! A novela já passou três vezes na Record, está atualmente passando na Fox Life e foi vendida para o mundo inteiro, inclusive no horário nobre nos Estados Unidos. Me ligaram (Charles Master) de um PUb de lá na hora que estava passando.
Theo Becker and bike.


IS – Quanto aos seus outros personagens em Prova de amor, Caminhos do coração e Os mutantes, o que pode nos colocar sobre eles?

TBAdorei trabalhar com efeitos especiais como Homem Cobra em “Os Mutantes” durante dois anos fazendo a novela mais longa da história e de muito sucesso. Em “Prova de Amor” me realizei fazendo um surfista roqueiro, que é bastante do que sou na vida real… Me lançou como músico em 2006 e me abriu muitas portas!
Theo Becker and sun. Divulgação.


IS – Laços de família, Desejos de mulher, Malhação, Celebridade. Quais as lembranças boas dessas produções globais que deram o chute na bola para sua fama de galã?

TBA minha estreia na Rede Globo, considero minha maior saudade na vida! O sonho de minhas entranhas é voltar a ser convidado para uma produção na minha primeira casa, onde, talvez, eu nunca devesse ter saído. Voltar para lá é meu maior objetivo e, quando acontecer, vou agarrar com toda minha força a oportunidade. Trabalhar lá foi um sonho. Parece que foi em outra vida.
Sempre sensual.


IS – A sensação de ter feito uma novela do mestre Gilberto Braga é…?

TBPara mim, o maior dos Mestres é e sempre será Gilberto Braga, seguido de Tiago Santiago. Trabalhar com Gilberto foi um prazer ímpar e o texto desce redondo para cada personagem da trama! Impressionante!
Atuar e cantar estão em seu sangue.


IS – A vaidade lhe faz a cabeça?

TBNão sou mais vaidoso. Me cuido por longevidade e saúde na velhice, isso reflete hoje em dia em mim. Acho que a beleza vem de dentro, tanto no jeito de ser quanto na alimentação. Como muitas frutas sempre. E o que acho bonito é a autoestima e o olhar puro e leve.
Um bem delineado perfil ao sol.


IS – Quando está atuando, de que modo concilia as carreiras de ator e cantor?  

TBAcho que atuar e cantar são quase que uma coisa só, uma coisa completa a outra. Me concentro e vou…
Mais um eterno menino do Rio.


IS – Quais artistas você admira?

Theo Becker e Xuxa, a sempre Rainha dos Baixinhos.
TBTony Ramos, Patrícia Pillar, Marcos Palmeira, Xuxa, Antônio Fagundes, Fernanda Montenegro. Como apresentador, Faustão, os comediantes do bem, Brad Pitt, Colin Farrell… Esses que citei, estudo muito quando vejo.         

 

IS – O que o público — tanto do ator quanto do cantor — pode esperar para 2015?

TBO público pode esperar me ver dando o melhor de mim e o que eu queria fazer a um bom tempo. Tournée com minha banda, minha peça chamada “Montanha Russa”, dirigida por Walace Meireles, escrita por mim e por um amigo, Maurício Silveira, que me ajudou a passar para o papel e vai fazer vários personagens na peça! Pretendo voltar a atuar na teledramaturgia, pois a sede é gigantesca e está na hora de lutar por isso com foco.
 

IS – Quanto ao Theo ser humano, nos revele as características dele.

TBTheo ser humano… Não sou nada do que viram n’”A Fazenda”, fiz um personagem que era bad boy, achei que seria fácil de explicar depois, mas vi que não! Sou um cara que dá a vida por meus cachorros, amo ficar em casa vendo filme com os amigos, sou família e me sinto melhor hoje, com 38 anos. Me sinto pronto para voltar a fazer o que sempre fiz melhor do que nunca. Sou amigo e fiel. E quem me conhece bem, sim, pode falar de mim. Quem me conhece da TV não imagina como sou, até me ver pessoalmente e ficar impressionada como fui bombardeado nos últimos tempos e como sou diferente do que pensavam. O que mais quero é que a tempestade passe, que venha um lindo sol e que eu dê a volta por cima novamente… Um lado meu sabia que aquele personagem ia me trazer coisas ruins também e descobri que o criei pra me autopunir de alguma forma — aquele nosso lado alto destrutivo que todos temos, às vezes em mim ele é intensificado—, pois é como que se o que eu já tivesse conquistado, primeiro protagonista, carros, apartamentos, dinheiro, por coisas que me vieram muito fáceis… Complementando outro assunto, o que mais me dói é minha própria mãe acreditar naquele personagem e até hoje ter suas dúvidas, é o que mais me faz sofrer. Meu pai e minhas irmãs sabem que foi um personagem. Quanto à minha mãe, até entendo ela nunca ter ido me assistir no teatro por morar longe, mas minha última esperança é que minha mãe enxergue a verdade um dia, porque isso tem um peso enorme na minha cabeça: saber que isso não está esclarecido para ela. Mais sei, por fontes quentes, que ela pediu por minha saída do programa, acreditando que seria o melhor pra mim, quando eu sabia muito bem o que estava fazendo pela audiência. Com mais tempo lá, eu iria inverter a situação, mas saí.
 

IS – Que mensagem super do Bem você deixa, agora, para seus fãs?

TBQuero dizer a todos que não me julguem pelo personagem que criei. Pensem que fiz aquilo ingenuamente: pela audiência do programa, me doei por algo que, depois, não consegui reverter. E acabei alimentando aquele personagem bad boy, por ter sido grandioso de alguma forma… Mas hoje quero dar um basta a toda essa mentira que ajudei a criar. Tipo: acabou o tempo desse personagem dentro de mim… Sou amável e o oposto do que pensam. Estou de peito aberto, pedindo que acreditem quem ainda tem dúvida.

Divulgação.

 

Vamos curtir a fanpage do site? É ESTA.

Izan Sant

Izan Sant

Um autor super do Bem.

Expresse-se...

Entrevista

VÊ, GALERA – Clica

msg do mês

Glória Valcácer - Msg do Mês de outrubro - 2018

VOCÊ AQUI

Camila Duarte - Foto de Bem de outubro - 2018

presente de artista

Aniversariantes

  • Adriana Calcanhotto (cantora)
  • Adrielly Henry (atriz – Recife/PE)
  • Alcina Nascimento (educadora – Igarassu/PE)
  • Ângelo Santoro (coreóg., superv./vendas – Recife)
  • César Santos (chef de cozinha – Olinda)
  • Cláudia Abreu (atriz)
  • Cléo Pires (atriz)
  • Cynthia Nunes (estudante – Recife)
  • Danilo Rojas (bailarino – Recife)
  • Dayse Figueiredo (empresária, Lulu Bijoux – RJ)
  • Eletana Targino (coord. da LFG – Alta Floresta/MT)
  • Fabinho Seven (prop. Infohouse – Recife)
  • Fagner (cantor)
  • Fellipe Maia (Cofundador Berlim Digital – Recife)
  • Fernanda Montenegro (atriz)
  • Fiuk (ator e cantor)
  • Flávio Leimig (modelo e ator – Recife)
  • Gabriela Castello Buarque (universitária – Recife)
  • Gil Ayres (universitário, UFPE – Recife)
  • Glória Menezes (atriz)
  • Ilka Nóbrega (bibliotecária – Igarassu)
  • Izabella Nóbrega (bibliotecária – Igarassu)
  • Josy Ventura (administradora, atriz – Recife)
  • Kayky Brito (ator)
  • Manuela Sena (administradora – Recife)
  • Marcella Muniz (atriz)
  • Marcello Picchi (ator)
  • Marisa Orth (atriz)
  • Miguel Falabella (ator)
  • Miguel Teixeira (produtor cultural – Recife)
  • Najla Rocha Leite (gestora adjunta – Olinda)
  • Nasaré Azevedo (profa.: Filosofia – Bezerros/PE)
  • Pascoal Filizola (ator e arte-educador – Recife)
  • Pelé (ex-jogador / Rei do Futebol)
  • Pitty (cantora)
  • Priscila Camargo (atriz e contadora de histórias)
  • Rafael Cabral (jornalista e sanitarista – Olinda)
  • Rodrigo Faro (ator, cantor e apresentador/TV)
  • Sérgio Xavier (emp. Grupo inovsi – Recife)
  • Sinho Mello (cantor/educador físico – Recife)
  • Tássio Rennalli (advogado – Recife)
  • Thais Caseli (oper.: Direirto/concurseira – Recife)
  • Tofalini (cantor/compositor – Cambé/PR)
  • Vicktor Lira (booker/modelo/ator – Banguecoque)

Eventos

  • 19. Em São Paulo/SP: Peça teatral “As Brasas”, adaptação de Duca Rachid e Julio Fisher, onde “mais do que amigos, os personagens são ‘irmãos’” – 21h – de 29/09 a 04/11 – com Herson Capri e Genézio de Barros – SESC Santana / Av. Luiz Dumont Villares, 579 – Santana
  • 20. Peça teatral “As Brasas”, adaptação de Duca Rachid e Julio Fisher, onde “mais do que amigos, os personagens são ‘irmãos’” – 21h – de 29/09 a 04/11 – com Herson Capri e Genézio de Barros – SESC Santana / Av. Luiz Dumont Villares, 579 – Santana
  • 21. Peça teatral “As Brasas”, adaptação de Duca Rachid e Julio Fisher, onde “mais do que amigos, os personagens são ‘irmãos’” – 18h – de 29/09 a 04/11 – com Herson Capri e Genézio de Barros – SESC Santana / Av. Luiz Dumont Villares, 579 – Santana
  • 26. Peça teatral “As Brasas”, adaptação de Duca Rachid e Julio Fisher, onde “mais do que amigos, os personagens são ‘irmãos’” – 21h – de 29/09 a 04/11 – com Herson Capri e Genézio de Barros – SESC Santana / Av. Luiz Dumont Villares, 579 – Santana
  • 27. Em Recife/PE: Happy Holi – 14h – R$ 55 (pista) / R$ 85 (backstage) à venda site e app Bilheteria Digital – Área externa Centro de Convenções de Pernambuco / Complexo Salgadinho, S/N
  • 27. Em São Paulo/SP: Peça teatral “As Brasas”, adaptação de Duca Rachid e Julio Fisher, onde “mais do que amigos, os personagens são ‘irmãos’” – 21h – de 29/09 a 04/11 – com Herson Capri e Genézio de Barros – SESC Santana / Av. Luiz Dumont Villares, 579 – Santana

Recomendo

Entrar

Arquivos