A antiga Casa de Banhos do Recife

Por Wilton Carvalho

O Recife de Antigamente tem muitas histórias. Histórias verídicas, inventadas, distorcidas e muitas lendas. Histórias que vão se modificando ao longo do tempo, seja por falta de registros ou mesmo para benefício de alguém. A Veneza Americana, como cita Manuel Bandeira em seu poema Evocação do Recife, ficou famosa pelos rios e canais que cortam a cidade. Recife que nasceu como uma cidade portuária, cresceu a partir da sua Ilha do Recife, conhecida hoje como Bairro do Recife, banhado pelo Oceano Atlântico. Era uma pequena faixa de terra amparada pelos arrecifes naturais, que deram nome à cidade.
Um lugar no Recife para banhos medicinais.


E foi justamente esses arrecifes que atraíram o Sr. Carlos José de Medeiros a construir sua residência sobre eles. O local escolhido foi próximo à bacia do Pina e à ponte Giratória e, para isso, ele solicitou a autorização ao Governo para a construção e foi prontamente atendido. A casa foi construída em madeira e ferro e foi inaugurada em 1880. Mario Sette, escritor pernambucano, comparava a casa a um navio sem mastro com suas janelas camarotes e terraços de convés, tamanha era a imponência da residência do Sr. Carlos.
Uma pena não a termos mais em Recife.


Era uma época em que a população recifense não utilizava a água do mar como uma opção para diversão e banho. As águas dos rios eram as mais procuradas e a cultura no fim do século XIX era de que a água salgada serviria para fins medicinais. Os banhos de água do mar eram receitados por médicos para a cura de diversas doenças e males.
Um outro belo ângulo da Casa de Banhos.


A localização da residência do Sr. Carlos, com piscinas naturais ao lado do Oceano Atlântico, tornou a casa um grande filão comercial para o proprietário, que resolveu torná-la uma hospedaria para repouso e para fins medicinais. Agora sendo uma casa comercial, passou a ser chamada de Grande Estabelecimento Balneário de Pernambuco, contudo o nome que a população adotou foi mesmo Casa de Banhos.
O povo recifense se esbaldava nesses banhos de saúde.


No início do século XX, mais precisamente em 1902, a casa possuía 102 compartimentos para toilette dos banhistas, cinco banheiros que poderiam atender simultaneamente 350 pessoas, salão de refeições, salas de leitura e outras dependências. O apelo comercial era forte. Falava-se de uma casa confortável, higiênica, com vestimentas apropriadas para uso dos hóspedes, com excelentes acomodações que não deixavam a desejar e com preços não superiores aos principais hotéis da cidade.
Distintas imagens dessa nossa saudosa Casa.


O negócio prosperou e atraía a cobiça de estrangeiros interessados em adquirir a Casa de Banhos. Até que o inglês Sydnei Rodhes conseguiu comprar a casa e tornou-se proprietário do estabelecimento. Fez diversas melhorias e inovações, porém não manteve os preços acessíveis à população, aumentou os valores e não agradou o então Governador do Estado, o General Emídio Dantas Barreto, que interferiu no negócio, estipulando preços e tornando obrigatório e gratuito os banhos diários para vinte doentes pobres da Santa Casa de Misericórdia do Recife.

Quer saber o que aconteceu com ela em 1920?

Depois de um período de grande prestígio da casa, o negócio entrou em decadência, tendo ainda como proprietário o inglês Sydney Rodhes. De repente um incêndio surgiu do nada, mesmo a casa sendo cercada de água por todos os lados — ela foi destruída. Diziam que o Sr. Sydney havia feito diversos seguros para a Casa de Banhos e que rumores apontavam que o incêndio teria sido criminoso. Ah, essa é a parte da história que não sabemos, ao certo, se é verídica, inventada ou uma mera lenda, assim como muitas histórias do nosso Recife de Antigamente.

 

Fotos: Fundação Joaquim Nabuco e Museu da Cidade do Recife

Texto: baseado em um texto da Fundação Joaquim Nabuco

Fonte para consulta: Fundação Joaquim Nabuco

Izan Sant

Izan Sant

Um autor super do Bem.

Expresse-se...

Entrar

presente de artista

Bem-kete

As Dez Mais ( II ) — Qual a sua melhor novela? ******** What is your best soap opera? ******** Com as suas versões americanas.

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

msg do mês

Rapha Targino - Msg do Mês de agosto

Aniversariantes

  • Alessandra Negrini (atriz)
  • Almir Rouche (cantor e compositor)
  • Amandinha Sousa (estudante – Pres. Epitácio/SP)
  • Ana Carla Andrade (fot., profra./Geografia, Paulista)
  • André Garrel (ator – Recife/PE)
  • Anie Mello (monitora/Fisiologia – Itapissuma/PE)
  • Augusto Mendonça (ator e arquiteto – Recife)
  • Bruna Lombardi (atriz e escritora)
  • Cássio Gabus Mendes (ator)
  • Chico Lins (consultor – Recife)
  • Claudio Simões (ator, dramaturgo e roteirista)
  • Danielle Monteiro (apresentadora de TV – Recife)
  • Edimilson José Gomes (Recife)
  • Edione Menezes (adva./educadora, Petrolina/PE)
  • Fafá de Belém (cantora e atriz)
  • Fernanda Mello (estudante – Igarassu/PE)
  • George Baiá (vice-Prefeito – Ilha de Itamaracá/PE)
  • Hemerson Moura (ator – Jaboatão dos Guararapes)
  • Igor Frankly (cantor/func. público – Recife)
  • Irene Melo (profa./Português – Cruz de Rebouças)
  • Jeff Rozzendo (ator e analista contábil – Recife)
  • João Mesquita (ator e diretor – São Paulo/SP)
  • Leidson Ferraz (ator/professor de teatro – Recife)
  • Lucimar Santos (educadora – Igarassu)
  • Marcelo Vaz (hairdesigner e dançarino – Recife)
  • Maria Conceição Lacerda (educadora – Paulista)
  • Maria Luiza (pedagoga – Recife)
  • Maria Tereza Braz (artista plástica – Carnaxide/PT)
  • Mariana Santos (atriz e Youtuber – Carpina/PE)
  • Marjory Porto (cantora – Florianópolis)
  • Messinho Marra (cantor e policial – Recife)
  • Murilo Vasconcellos (cirurgião plástico – Recife)
  • Ny Liima (tecn./Administração, Itapissuma)
  • Paulo Fernando (empresário: Flash Artes – Paulista)
  • Pedro Santana (escritor e compositor – Recife)
  • Pricila Barbosa (univ., Jaboatão dos Guararapes)
  • Rodrigo Raposo (jornalista e cantor – Recife)
  • Rosângela Tavares (profa./Português – Paulista)
  • Saile Campos (comunicadora social, Abreu e Lima)
  • Sharley Santos (cinematographer – Rio de Janeiro)
  • Silvana Lima (sócio-prop. Zero81 Comunic., Olinda)
  • Simone Figueiredo (atriz, gestora, arte-educadora)
  • Suzana Vieira (atriz)
  • Sylvia Massari (atriz e cantora de musicais)
  • Tássio Rennalli (advogado/JFPE – Recife)
  • Vitor Areias (Chef, Estória Restaurante – Oeiras/PT)
  • Walter Gabriel (aposentado – Ilha de Itamaracá)
  • Wesley Eure (actor/singer/author/producer/director)
  • Zaira Zambelli (atriz, produtora e diretora teatral)

Eventos

  • 01. Em SANTO ANTÔNIO DA PLATINA/PR: “Sequestro121 – Heróis às Avessas”, com ALEXANDRE CONTINI e CARINA SACCHELLI – 20h – Sesi Santo Antônio da Platina
  • 02. Em LONDRINA/PR: entrevista com o cantor TOFALINI – 19h – Rádio Brasil Sul
  • 04. Em LONDRINA/PR: show com o cantor TOFALINI – a partir da 1:00h AM – CooL Eventos / Rua José Roque Salton, 33
  • 05. Dias 4 e 5, em LONDRINA/PR: “Sequestro121 – Heróis às Avessas”: ALEXANDRE CONTINI e CARINA SACCHELLI – 19:30h – Centro Cult. Sesi
  • 17. Em CAMBÉ/PR, show: cantor TOFALINI, 19:30, Noruega Espetinhos, Rua Noruega, 214, Centro
  • 18. Em APUCARANA/PR: Show “Quem Não Bebe Beija”, com TOFALINI e GIOVANI FELIX, 21h – BISTRÔ PUB HOUSE / Av. Carlos Schmidt, 112 – Reservas: 43-98806-6705, Inf.: 43-99104-8889
  • 25. OLINDA: LAURA PAUSINI – Cadeira: R$ 300, R$ 150 (meia); Cadeira VIP: R$ 400 – Vendas: bilheteria do Teatro Guararapes, lojas TicketFolia (Shoppings Recife, Guararapes, RioMar, Tacaruna e Boa Vista) e site www.evemtim.com.br / Classic Hall

FOTO DE BEM

Marina Amorim - Foto de Bem de agosto

Facebook

Entrevista

Arquivos

VÊ, GALERA – Clica