Recife de Antigamente: ruas e avenidas


Quais eram os nomes delas?

Por Wilton Carvalho

Avenida Conde da Boa Vista

Inicialmente o trecho da avenida que vai da Rua da Aurora até a Rua Gervásio Pires chamava-se Rua Formosa, nome dado pela população devido à beleza do lugar. Da Rua Gervásio Pires até a Rua Dom Bosco chamava-se Caminho Novo. Quem iniciou os aterramentos do local foi Francisco do Rego Barros, em 1840, até então o presidente da Província de Pernambuco. Em 1870, o trecho da Rua Formosa recebe o nome oficialmente de Rua Conde da Boa Vista e, posteriormente, a rua passou para avenida da Rua da Aurora até a Rua Dom Bosco. (Fonte: Fundação Joaquim Nabuco)
Avenida Conde da Boa Vista.    
 

Avenida Guararapes

No início do Século XX, o bairro de Santo Antônio ainda era um bairro cheio de sobrados e de ruas estreitas, todo tráfego de bondes, cavalos e charretes era feito utilizando a Rua Nova e seguindo pela Ponte da Boa Vista em direção ao bairro da Boa Vista. Onde hoje existe a Avenida Guararapes era uma rua sem expressão e estreita. Com a demolição de sobrados e aberturas de novas ruas, um novo trecho foi contemplado, justamente o da Guararapes. A rua foi aberta dando origem à avenida de que antes chamava-se Avenida 10 de Novembro e, adiante, passou a ser a atual Avenida Guararapes, em homenagem à Batalha dos Guararapes. (Fonte: Fundação Joaquim Nabuco)
Avenida Guararapes.
 

Rua da Aurora

Antes um pântano, conhecido como Pântano do Cassimiro, dono das terras em 1806. Já naquela época, recebia a denominação de Aurora, por receber os primeiros raios do sol. A expansão da rua ia acontecendo por trechos. O primeiro trecho a ser arruado foi o da Ponte da Boa Vista até a Rua Formosa (atual Avenida Conde da Boa Vista). O segundo trecho seguia da atual Avenida Conde da Boa Vista até a Rua do Riachuelo, este surgiu por volta de 1840. Em seguida, o terceiro trecho ia da Riachuelo até a Rua Princesa Isabel. E, após, foram feitos outros trechos, chegando até a Ponte do Limoeiro com a atual Avenida Norte. (Fonte: Carlos Bezerra Cavalcanti, no livro: O Recife e Suas Ruas)
Rua da Aurora.
 

Rua do Sol

Trecho que vai da Ponte Princesa Isabel até a Ponte da Boa Vista. Seu nome vem do fato de receber os raios do sol durante quase toda a parte do dia, mas já foi chamada Cais do Machado. A prefeitura, no entanto, tentou colocar outros nomes, como Rua Dr. Ivo Miquelino e Rua Major Codiceira, contudo a população a batizou de Rua do Sol e até hoje é chamada assim. (Fonte: Fundação Joaquim Nabuco)
Rua do Sol.
 

Rua do Bom Jesus

Uma das mais importantes ruas do Bairro do Recife. Na época dos holandeses, era chamada de Rua do Bode, mas também já foi chamada de Rua da Cruz, dos Judeus e do Comércio. O nome de Rua do Bom Jesus, vem do antigo Arco do Bom Jesus, que existia até 1850 e funcionava como uma das portas de entrada da cidade. Em 1635, foi construída a primeira sinagoga das Américas. (Fonte: Fundação Joaquim Nabuco)
Rua do Bom Jesus.
 

Rua do Riachuelo

A localidade onde existe hoje a Rua do Riachuelo, compreendia antigamente como áreas alagadas e pantanosas, existindo nas proximidades a camboa do Riachuelo, que foi aterrada. Já foi chamada de Rua do Canal e, após a alteração da camboa, surgiu a bela Rua do Richuelo, que inicialmente era considerada uma avenida. Foram construídas belas casas, e os canteiros centrais e calçadas recebiam paralelepípedos importados da Europa. (Fonte: Fundação Jaquim Nabuco)
Rua do Riachuelo.
 

Rua Real da Torre

Ainda no Século XVI, as terras que hoje formam o bairro da Torre faziam parte de um grande engenho de açúcar. O bairro serviu como uma grande fortaleza durante a invasão holandesa, em 1633 e, posteriormente, o local  teve grande influência no ramo têxtil, graças ao Cotonifício da torre. (Fonte: Museu da Cidade do Recife)
Rua Real da Torre.

 

Wilton é administrador do Recife de Antigamente.

 

Izan Sant

Izan Sant

Um autor super do Bem.

Expresse-se...

Entrevista

VÊ, GALERA – Clica

msg do mês

Augusto Mendonça - Imagem destacada

VOCÊ AQUI

FOTO DE BEM - Mariana Saray - Esta

presente de artista

Aniversariantes

  • Ary Fontoura (ator)
  • Camila Smithz (atriz e âncora de telejornal – SP)
  • Cássia Kiss (atriz)
  • Cristiano Andrade (diretor executivo – Recife)
  • Danilo Tácito Rufino (ator – Niterói/ RJ)
  • Djavan (músico e cantor)
  • Emilio Orciollo Netto (ator)
  • Everton Tonetto (ator – Recife)
  • Filipe Pires (gerente Prime Bar/Comedoria – Recife)
  • Geraldo Azevedo (músico e cantor)
  • Gessyca Barbosa (profa./Educ. Física – Olinda/PE)
  • Grace Lira (bailarina – Jaboatão dos Guararapes)
  • Guilherme Fontes (ator/diretor de cinema)
  • Heitor Souto (modelo – Recife)
  • Isidro Manuel Marques (Taekwondo – Setúbal/POR)
  • Izan Sant (escritor, roteirista, colunista)
  • Jaime Bomfim (diácono – Itamaracá/PE)
  • Jô Soares (artista)
  • Karol Spinelli (atriz – Recife)
  • Lara Fabian (cantora, compositora e letrista)
  • Laryssa Moura (blogueira e Youtuber)
  • Maitê Proença (atriz)
  • Marcello Antony (ator)
  • Mateus Fagundes (repórter – SP)
  • Mateus Nachtergaele (ator)
  • Nicete Bruno (atriz)
  • Patrícia Pillar (atriz)
  • Paulo Vilhena (ator)
  • Raoni Velozo (produtor executivo – Paulista)
  • Sandra Tavares (advogada – São Paulo)
  • Sandy (cantora)
  • Severina Dantas (advogada/pedagoga – Igarassu)
  • Tatiana Issa (atriz e produtora – Brasil/Nova Iorque)
  • Vítor de Oliveira (roteirista – São Paulo)
  • Willames De Morais Lima (segurança – Itapissuma)
  • Yeda Maria Cavalcanti (fonoaudióloga – Igarassu)

Eventos

  • 05. Em RECIFE: Digão, dos Raimundos – 20h – Downtown
  • 11. Em OLINDA: Petrobrás Sinfônica e Nando Reis – 20h – Teatro Guararapes, Centro de Convenções
  • 19. “Elza, O Musical” – 20h – Teatro Guararapes, Centro de Convenções

Recomendo

Entrar

Arquivos