Olhar o passado te faz feliz

 

Passado mágico! Há quase 100 anos, um casal flertando no Marco Zero. Era a década de 20. (Fonte: Revista da Cidade)
Anos 20. Flerte.

 

Grupo de amigos participando de um jogo de tênis na Praça do Derby nos anos 20. (Fonte: Revista da Cidade)

Tênis. Praça do Derby.

 

Família tradicional da década de 20. (Fonte: Revista Pra Você)

Uma típica família tradicional da época.

 

Ainda nos anos 20, uma feira livre muito comum no Recife. (Fonte: Revista Pra Você)

Anos 20, feira livre era feira livre!

 

Um grupo de amigos, na década de 20, em um baile no Jockey Club. (Fonte: Revista da Cidade)
Amigos. Encontro de uns da década de 20.

 

Na década de 20 as mulheres faziam o tradicional "footing" pelo centro do Recife, especialmente às sextas-feiras à tarde, na Rua nova. Saíam em caminhada, passando pelos principais pontos do glamour recifense, mas evitavam o Café Lafayette, reduto dos homens naquela época. Serem vistas naquele recinto não pegava bem para as mulheres da refinada sociedade pernambucana.
(Fonte: Revista da Cidade)

"Footing". Mulheres em ação.

 

Nessa mesma década, tanto os homens quanto as mulheres se vestiam muito bem para ir ao centro da cidade, missas, docerias, teatro ou, simplesmente, caminhar pelas ruas recifenses. Era uma época em que o Recife moderno surgia, com grandes reformas no centro e aberturas de grandes avenidas e derrubadas de sobrados para construção de grandes edifícios. (Fonte: Revista da Cidade)

Elegância. Esses anos eram dela.

 

Nas ruas as pessoas se encontravam, amigos, paqueras e colegas de trabalho. Ainda nos anos 20, O Recife era uma cidade com ar de moderna, só perdia mesmo para Rio de Janeiro e São Paulo. (Fonte: Revista da Cidade)
Os encontros na década de 20.

 

Nas décadas de 40 e 50 foi a vez da Avenida Boa Viagem. As pessoas veraneavam nos fins de semana e nas férias. O caminhar já estava virando tradicional pelas calçadas da avenida. Nessa época, só haviam belas casas e muitos coqueiros.

Pela Avenida Boa Viagem: Anos 40/50.

 

Década de 40 no centro do Recife. O glamour ainda existia, mas já era possível ver mulheres apressadas indo para o trabalho, passos largos e sorrisos no rosto. Recife era uma cidade boa de se morar, com o centro reformado, edifícios novos e cor ar de Paris.

Anos 40. Já trabalho associado à pressa do dia-a-dia.

 

Sobre o Recife do passado, esse passado mágico que, infelizmente, não vivi, posso dizer:

A pressa era doce. Os encontros eram doces. As famílias eram mais doces. E a vida? Ora, o óbvio: uma doceria! (Izan Sant) 

 

Wilton é administrador do Recife de Antigamente.

Izan Sant

Izan Sant

Um autor super do Bem.

Expresse-se...

Entrevista

VÊ, GALERA – Clica

msg do mês

Danielle Cruz - Msg do Mês de novembro

VOCÊ AQUI

Você Aqui - novembro de 2018

presente de artista

Aniversariantes

  • Adriana Birolli (atriz)
  • Alcione (cantora e sambista)
  • Alline Sarmento (advogada – Recife/PE)
  • Ana Paula Padrão (jornalista)
  • Angélica (cantora, apresentadora e atriz)
  • Antonia Guedes (técn. em Óptica, Igarassu/PE)
  • Conceição Teles (educadora: Ens. Médio – Olinda)
  • Deborah Secco (atriz)
  • Duca Rachid (novelista e dramaturga)
  • Emília Marques (atriz – Recife/São Paulo)
  • Fátima Sequeira (psicóloga, Rio de Janeiro)
  • Felipe Lima (ator)
  • Flávio Marcone (jorn./cineg./fotógrafo – Recife)
  • Francisco Cuoco (ator)
  • Gustavo Reiz (escritor e novelista)
  • Herson Capri (ator)
  • Iralvânia Nóbrega (pedagoga – Igarassu)
  • Jack Raf (estud.: Artes Cênicas, UFPE – Recife)
  • Jesiane Rocha (jornalista – Caruaru)
  • Jessany Sany (de 2o. grau completo – Recife)
  • Juan Lima (poeta e publicitário – Recife)
  • Lázaro Ramos (ator)
  • Luciana Mariano (prop. Lu Mariano Produções Ltda)
  • Luís Távora (ator – Recife)
  • Luiz Henrique Peixôto (prof./Informática – Paulista)
  • Marcus Vinitius (divulgador de eventos – Recife)
  • Marieta Severo (atriz)
  • Mônica Moraes (jornalista)
  • Natália Marinho (INNAM – Igarassu)
  • Natt Souza (atriz – Recife)
  • Rauani Castro (atriz e produtora – Recife)
  • Reynaldo Gianecchini (ator)
  • Thaís Araújo (atriz)
  • Thiago Fragoso (ator)
  • Thiago Nolasco (drag queen – Recife)
  • Thiago Pimenta (repres. comercial)
  • Tonny Vaz (cantor – Recife)
  • Vera Fischer (atriz)
  • Victor Gondim (modelo – Brasil/Pequim)
  • Will Tom (ator e theater – Rio de Janeiro)

Eventos

  • 02. Em São Paulo/SP: Peça teatral “As Brasas”, adaptação de Duca Rachid e Julio Fisher, onde “mais do que amigos, os personagens são ‘irmãos’” – 21h – com Herson Capri e Genézio de Barros – SESC Santana / Av. Luiz Dumont Villares, 579
  • 03. Peça “As Brasas”, adaptação de Duca Rachid e Julio Fisher, onde “mais do que amigos, os personagens são ‘irmãos’” – 21h – com Herson Capri e Genézio de Barros – SESC Santana / Av. Luiz Dumont Villares, 579, Santana/SP
  • 04. Peça teatral “As Brasas”, adaptação de Duca Rachid e Julio Fisher, onde “mais do que amigos, 18 personagens são ‘irmãos’” – 21h – com Herson Capri e Genézio de Barros – SESC Santana / Av. Luiz Dumont Villares, 579, Santana/SP
  • 07. No Rio de Janeiro/RJ: estreia da peça “As Brasas”, adaptação de Duca Rachid e Julio Fisher – 20h – de 07/11 a 30/11 – com Herson Capri e Genézio de Barros – Shopping da Gávea, Loja 264, 2º Piso / Rua Marquês de São Vicente , 52 – Gávea
  • 08. Peça “As Brasas”, adaptação de Duca Rachid e Julio Fisher – 20h – de 07/11 a 30/11 – com Herson Capri e Genézio de Barros – Shopping da Gávea, Loja 264, 2º Piso / Rua Marquês de São Vicente , 52 – Gávea – Rio de Janeiro
  • 09. Em Olinda/PE: Toquinho e Demônios da Garoa apresentam De Vinicius a Adoniran – 21h30 – Plateia Especial: R$ 204 (inteira) e R$ 102 (meia), Plateia: R$ 164 (inteira) e R$ 82 (meia), Balcão: R$ 144 (inteira) e R$ 72 (meia) – Vendas: Bilheteria do teatro, lojas Ticketfolia e www.eventim.com.br. Teatro Guararapes / Centro de Convenções
  • 09. No Rio de Janeiro/RJ: peça “As Brasas”, adaptação de Duca Rachid e Julio Fisher – 21h – de 07/11 a 30/11 – com Herson Capri e Genézio de Barros – Shopping da Gávea, Loja 264, 2º Piso / Rua Marquês de São Vicente , 52 – Gávea
  • 10. Em Recife/PE: Daniel Boaventura, dias 9 e 10 – 21h – Plateia Baixa Lateral: R$ 170 (inteira) e R$ 85 (meia), Plateia Alta: R$ 150 (inteira) e R$ 75 (meia), Balcão Nobre: R$ 130 (inteira) e R$ 65 (meia), Especial | Plateia Baixa Central: R$ 200 (preço único, com direito a CD DVD autografado e foto com o artista – Teatro RioMar / Av. República do Líbano, 251, 4º piso – RioMar Shopping
  • 14. No Rio de Janeiro/RJ: peça “As Brasas”, adaptação de Duca Rachid e Julio Fisher – 20h – de 07/11 a 30/11 – com Herson Capri e Genézio de Barros – Shopping da Gávea, Loja 264, 2º Piso / Rua Marquês de São Vicente , 52 – Gávea
  • 15. Peça “As Brasas”, adaptação de Duca Rachid e Julio Fisher – 20h – de 07/11 a 30/11 – com Herson Capri e Genézio de Barros – Shopping da Gávea, Loja 264, 2º Piso / Rua Marquês de São Vicente , 52 – Gávea, Rio de Janeiro
  • 16. Peça “As Brasas”, adaptação de Duca Rachid e Julio Fisher – 21h – de 07/11 a 30/11 – com Herson Capri e Genézio de Barros – Shopping da Gávea, Loja 264, 2º Piso / Rua Marquês de São Vicente , 52 – Gávea, Rio de Janeiro
  • 22. Em Cabo de Santo Agostinho/PE: “Frenesi”, peça teatral com Priscila Cardoso, Atriz Premiada em Recife pelo EmCena PE – 19h – Auditório Luiz Lacerda (ao lado da escola-modelo Antônio Benedito da Rocha) / Rua Linha, 72-132, Garapu
  • 30. Em Olinda/PE: Simone encontra Ivan Lins – 21h30 – Plateia Especial: R$ 244 (inteira) e R$ 122 (meia), Plateia: R$ 204 (inteira) e R$ 102 (meia), Balcão: R$ 154 (inteira) e R$ 77 (meia) – Teatro Guararapes / Centro de Convenções

Recomendo

Entrar

Arquivos