aniversários

Olha ele… o Almir Rouche!


Um artista elétrico, contagiante, a transbordar carisma, que, neste exato dia 4, completou idade nova. Recentemente, Almir gravou episódios especiais da série teen para Internet Vem Namorar Comigo, fazendo parte dos festejos de seus 30 anos de carreira.
Almir Rouche.


A série também é citada na trama do paradidático O enigma Rouche — que homenageia, ainda, as apresentadoras Danielle Monteiro (foto) e Fátima Bernardes. O livro foi relançado, repaginado, dentro da comemoração do Almir30. O romance é um misto de amor, humor, suspense e mistério, com o cantor sendo apresentado como ele mesmo.
Almir Rouche no programa Interativo, com Danielle Monteiro.


A seguir, com Cinderela, fenômeno de audiência na TV Jornal/PE.
A obra conta a história de um enigma que cai nas mãos de Gigi, de 19 anos, uma superfã de Rouche. Ligado ao cantor, o enigma é um quebra-caceça que poderá tornar Gigi milionária ou levá-la à morte. Uma coisa ou outra não sem antes a garota conhecer pessoalmente esse artista dos seus sonhos.

Almir Rouche com a amada Cinderela.


Continuamos agora com uns trechos de O enigma Rouche sobre a vida de Almir, palavras ditas por ele, em entrevista, a Izan Sant.

Olha, nasci numa casa de taipa, num 4 de março, às 13 horas; morei em Santa Helena, numa fazenda de que meus avós tomavam conta; perdi meu avô aos dois anos e dez meses, mas minha avó sempre manteve a figura dele em minha memória. Antes de me colocar pra dormir, ela contava uma história; antes de ele morrer, era a história da Chapeuzinho, as histórias da Carochinha
Almir Rouche. Rede Globo com o artista.


Depois que ele morreu, eram as histórias das nossas vidas, e, assim, ela manteve a imagem dele viva na minha cabeça como minha referência de pai. E nossa vida foi sofrida: quando o IBAMA liberava — que, antigamente, era liberado —, eu pegava passarinho pra vender na feira, armava arapucas de lata pra pegar caranguejo pra vender, pesquei muito aratu na maré, siri, pesquei muito peixe com linha, com anzol, com vara, com rede.
Almir em auditório lotado. Show!


Vendi picolé, apesar de detestar vender picoléTambém vendi tapiocas, que minha avó preparava. Dava mais as tapiocas do que vendia(Risos.) De certa forma, éramos bem pobres, a vida não foi fácil, não. Mas, apesar disto, éramos muito felizes!
Almir em programa de entrevista da TV Universitária.

 

Quem é de fé e talento continuará sendo feliz!

Parabéns, Almir! (São os votos sinceros deste site.)
 

Alunos, professores, adquiram o livro O enigma Rouche com este

Continue lendo

Apagando velinhas, Adriana Birolli


O niver da linda Adriana — que já entrevistamos aqui no site — aconteceu nesse dia 20 de novembro, friends. Um dia que foi, sem dúvida, estelar, por ela ser uma das mais brilhantes atrizes da nova geração.Adriana Birolli e Alexandre Contini.

Namorada de um estimado amigo meu, o igualmente brilhante ator Alexandre Contini, também diretor e produtor teatral, Birolli tem uma empatia sensacionalíssima com boa parte do público: mesmo fazendo em Império a temperamental e, às vezes, odiosa Amanda, consegue ser simpática aos olhos desses telespectadores.

Levando em consideração noveleiros com quem conversei, eles não chegam a ver a designer de sapatos como uma vilã aprendiz da Maria Marta, mas como uma jovem de fibra que, apesar de ser movida por dinheiro, tenta reconquistar o amor do passado de repente, também, por realmente amar. Aquele amor inconsciente. Será isso?

Na minha primeira entrevista pra outro veículo com essa curitibana, fiquei sabendo dela o gosto de ter sido Atriz Revelação pela interpretação de Isabel, em Viver a vida: “Bom demais. Eu costumo dizer uma coisa assim, que é um prêmio único, porque é uma vez só, não é? Você pode ser Melhor Atriz, ou Melhor Coadjuvante, ou outros prêmios pela vida inteira, mas o de Atriz Revelação é uma vez só. Tenho muito orgulho desses prêmios que eu ganhei; o de Atriz Revelação pela novela, já ganhei outros dois de Melhor Atriz com essa peça (‘Manual Pratico da Mulher Desesperada’) e com ‘Fina estampa’, mas, realmente, o prêmio de Revelação tem esse gostinho diferenciado de ser único.”

É, galera. O Papo de Bem deseja a essa fã do irmão, o cantor Carlito Birolli, e profissional apaixonada pelos fãs, muita paz, amor, saúde, sucesso e — como diria Contini — muita energia positiva em toda a carreira! Parabéns, Adriana!

SAIDEIRA! Ainda naquela entrevista, quando lhe perguntei qual a sua celebridade, ela respondeu:

Continue lendo

Feliz aniversário, Almir Rouche!


E a gente comemora o aniversário de Almir, neste dia 4, Almir Rouche. 
com um capítulo do romance O enigma Rouche, sobre o cantor!
 

“APÓS 'ALMIR',
A DETERMINAÇÃO!

 

Caiu a noite.

A ansiedade devorava Gigi por dentro: como ia demorar a noite seguinte! Como parecia longínquo o retorno de Leone!

— Vinte horas — constatou pelo relógio da parede.

Jantou, leu um capítulo do romance Clarissa, de Érico Veríssimo, depois atacou a geladeira: comeu dois potes de mousse de cajá. Mas isso não lhe diminuiu a ansiedade. Assistiu à metade de um filme de ação com uma inquietude voraz. Consultou novamente o relógio: vinte e três horas. Com calor, tomou uma ducha, secou os cabelos, vestiu uma roupa clara, visitou suas páginas virtuais, nenhuma novidade. No e-mail, também não. Como fazia toda semana, navegou pelo site de Almir Rouche, contemplou fotos, viu sua agenda e releu a biografia. Passou, a seguir, à introdução de uma matéria que trazia um pouco da intensa história do cantor:

Almir Rouche nasceu em uma casa pobre da Vila Rubina, Igarassu (PE), teve o avô como referência de pai, morou parte da infância em São Paulo, onde ganhou, por duas vezes, o 1º. lugar em festivais de música, e, após, regressou às terras igarassuenses em seguida. Cantou em bares, na banda Cantor Almir Rouche.Status, em outra banda, a Diplomata, apresentando-se, com esta, nos bailes, sua grande escola. Só mais adiante, dedicou-se à técnica vocal, à leitura de notas musicais, o que lhe valeu a atribuição da carteira da Ordem dos Músicos.

Sintetizando, a vida deste cantor tão querido pelo país foi um filme em preto e branco que ganhou cores de vitória.

Gigi foi à entrevista, direto à pergunta da qual mais gostava:

Você pode nos contar um fato curioso de sua vida, Almir?

Continue lendo

Igarassuar


Natureza e talento unidos: uma Mulher-Artista e a 
Igarassu histórica das marés e coqueirais. 
Ver esse município (marco do Brasil) aniversariar, ah… 
Está além de todo o prazer, é sabor e vida espirituais. 
Raiou na Arte, então, o sinônimo do verbo amar: igarassuar

Igarassu - PE - 478 anosEm sua confortável residência, GENECI MARTELLI e sua tela Globo-Sabor.

O quadro, concebido por mim e desenvolvido pela premiada artista de Tapurah – MT, apresenta a Igreja Matriz dos Santos Cosme e Damião, no município aniversariante deste 27 de setembro: IgarassuPE.

O trabalho foi feito especialmente para o romance paradidático O enigma Rouche, que exibe a imagem de Geneci na contracapa — além de ser uma homenagem à terra do cantor ALMIR ROUCHE e a este próprio artista pop.

Parabéns por mais um ano, Igarassu, muitos coqueirais de existência pra você!
 

Aos 478 anos de Igarassu.
 

Curiosidade: Igarassu foi cenário para as produções Lisbela e o prisioneiro (2003, filme de Guel Arraes) e Duas caras (2007/2008, do autor pernambucano Aguinaldo Silva); novela esta que contou com a extraordinária interpretação do ator GABRIEL SEQUEIRA, filho de minha amiga FÁTIMA SEQUEIRA, como um dos protagonistas, o personagem Renato.

Continue lendo

Entrar

presente de artista

Bem-kete

Tem cor preferida para maio? Se tem, é...?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

msg do mês

MSG DO MÊS - Thaisi Melo

Aniversariantes

  • Alcione Mazzeo (atriz)
  • Alexandre Mandarino (ator, diretor, produtor)
  • Alexsandro Mota (advogado – Itapissuma/PE)
  • Ana Paula Gaudêncio (modelo – São Paulo/SP)
  • Andrezza Azevedo (promot./Vendas – Recife/PE)
  • Ângela Maria (cantora)
  • Bernardo S. Bezerra (fot. – Feira de Santana/BA)
  • Betty Faria (atriz)
  • Caíque Ferraz (ator – Recife)
  • Chitãozinho (cantor)
  • Clóvis Bézer (dir. presidente Bézer Produções)
  • Cristianne Fridman (novelista)
  • Ewerton Souza (func. CSI, Abreu e Lima)
  • Fabyano Nascimento (coord. pedagógico – Recife)
  • Fillipe Ramos (ator, doublê, diretor – Recife)
  • Flávio Andrade (ator e humorista – Olinda/PE)
  • Giovanna Antonelli (atriz)
  • Giselda Ouverney (func. pública – Nova Friburgo)
  • Gretchen (cantora)
  • Helena Ranaldi (atriz)
  • Henrique Tavares (ator, roteirista, diretor teatral)
  • Ingrid Zavarezzi (autora, roteirista e publicitária)
  • Ivete Sangalo (cantora e atriz)
  • Jânio José Siqueira (assist. social – Aiuruoca/SP)
  • Jhonhson Willame (técn./fotografia – Abreu e Lima)
  • José Luiz Datena (apresentador de TV)
  • José Tenório (prefeito – Itapissuma)
  • Junior Barros (profissional de Marketing – Recife)
  • Lucas Vinícius Araújo (universitário, Olinda)
  • Lucélia Santos (atriz, diretora teatral e produtora)
  • Luiza Tomé (atriz)
  • Luna Teixeira (repórter e fotógrafa – Portugal)
  • Manuella Cabral (tec. em Farmácia – Itapissuma)
  • Márcio Santana (motorista – Poços de Caldas/MG)
  • Marcos Barreto (ator – Salvador/BA)
  • Maria Fernanda Cândido (atriz)
  • Mayara Magri (atriz)
  • Neide Silva (cristã e empreendedora – Olinda)
  • Nemu Campos (ator)
  • Oscar Alejandro (ator, cantor, modelo e dançarino)
  • Robert Pattinson (ator, o Edward de “Crepúsculo”)
  • Rodrigo de Luna (jornalista e repórter – Recife)
  • Rosario Boyer (cineasta e roteirista)

Eventos

  • 03. Chico Buarque, no show “Caravanas” – 21h30 – Balcão: R$ 250, R$ 125 (meia); Plateia: R$ 490, R$ 245 (meia) – Ingressos: bilheteria do local e site Bilheteria Virtual – Teatro Guararapes, Centro de Convenções / Avenida Professor Andrade Bezerra, s/n, Salgadinho, Olinda
  • 12. Em RECIFE: Fagner – 21h – Lounge: R$ 200, R$ 120 (social), R$ 100 (meia); Mesa Premium: R$ 700; Mesa Sênior: R$ 600 – Ingressos: site Bilheteria Digital – Cabanga Iate Clube / Avenida Engenheiro José Estelita, s/n, Cabanga – Telefone: 3035-0003
  • 18. No RIO DE JANEIRO: “Champagne e Confusão”, comédia com SYLVIA BANDEIRA e ótimo elenco – De sexta a domingo – 19:30 – até dia 10 de junho, Teatro Maison de France / Avenida Presidente Antônio Carlos, 58
  • 18. Em RECIFE: Pedro Mariano, “Piano e Voz” – 21h – Balcão Nobre: R$ 60, R$ 30 (meia); Plateia Alta: R$ 100, R$ 50 (meia); Plateia Baixa: R$ 140, R$ 70 (meia) – Ingressos: bilheteria do teatro e site www.uhuu.com – Teatro RioMar / Avenida República do Líbano, 251, Pina – Informações: www.teatroriomarrecife.com.br
  • 25. Zé Ramalho – 21h – Balcão: R$ 154, R$ 77 (meia); Plateia: R$ 194, R$ 97 (meia); Plateia especial: R$ 234, R$ 117 (meia) – Ingressos: site Eventim – Teatro Guararapes

FOTO DE BEM

Edmar Graciliano - A Foto de Bem de fevereiro 2017 - Esta

Facebook

Entrevista

Arquivos

VÊ, GALERA – Clica