O beijo da lua boreal

Depressão não


Depressão. Cuide-se bem.(Extraído do romance O beijo da lua boreal)
 

Tobey revolvia-se na cama, o sono não lhe vinha. Com os olhos fitos no negror do quarto, recordou-se das palavras do médico alusivas à sua doença, quando no leito hospitalar:

— Você está com depressão. Seus sintomas psicológicos são os dela. — Mostrava-os, anotados num bloco: — Culpa, angústia, tristeza, estresse, ansiedade, desesperança, ideação suicida… E os físicos, também: a baixa energia, a dor de cabeça, a dor no estômago, a alteração no sono, as alterações no apetite… Está com uma depressão fortíssima! Mas você ficará bem, basta se ajudar e nos ajudar a ajudá-lo. (…)

No quarto do hospital mesmo, o abúlico Walker lera sobre a enfermidade. O texto da revista sobre saúde fora-lhe um alerta!


De qual delas você sofre?
 

A depressão pode levar o indivíduo a se sentir frágil. Ele fica sem interesse, sem ânimo para cumprir as atividades rotineiras. Já não consegue se concentrar como antes, perde o apetite e a fadiga o pega facilmente. Insônia ou sono excessivo também poderá atacá-lo.

Quanto à tristeza, trata-se de um sentimento advindo de uma perda: a pessoa perdeu algo que lhe era querido. Vai de bens materiais a pessoas — aqui, no sentido amoroso ou não.

A tristeza poderá evoluir para a depressão. Cuidado!

Assim como a depressão, a tristeza é universal e não poupa ninguém, o que se pode fazer contra elas está no como a pessoa vai agir diante de ambas.

Continue lendo

Flashback: vitória de “O beijo…”


de quando este meu livro, antes de sua recriação, chamava-se Suzan amor e, entre outras obras, ganhou o Concurso Literário da Secretaria de Educação de Pernambuco, em 2011.

A matéria abaixo é do Caderno C do Jornal do Commercio – PE, de 14 de agosto do mesmo ano — dois meses antes de a obra ir parar na Bienal Internacional do Livro de Recife, por conta do concurso.

Foi tudo de bom tê-la recriado para O beijo da lua boreal, friend. Por isso, (re)veja
 

"O beijo da lua boreal".


Grato por sua leitura, e abraços de apreço nesse coração do Bem aí, valeu?
 

Foto do original do JC: por IZAN SANT               O Facebook do Papo? CLICA!

O Beijo da Lua…

Por Izan Sant
Beijo. Em foco, a vilã.

No início do primeiro semestre de 2008, eu, por ser mais um apaixonado por tramas sobre vampiros, decidi escrever este romance. Mas ficou apenas na estrutura, que só transformei em capítulos a partir de fevereiro de 2010.

Resolvi ambientar "O Beijo da Lua Boreal" em BANFF, na província de ALBERTA, no CANADÁ, por ser um deslumbrante município, pitoresco, muito cinzento no inverno (o ideal para os meus “vampiros”) e turístico.

Banff é para o leitor um mundo de sonhos, capaz de proporcionar, através da descrição de suas paisagens geladas, tanto da cidade quanto das florestas de coníferas, um encanto cinematográfico aos olhos — modéstia à parte, tenho, um dia, a esperança de que o romance seja adaptado para o cinema, pois ele possui, mesmo, um quê de produção americana.
 

NO ENTANTO, O QUE É, EXATAMENTE, ESSE ROMANCE VAMPÍRICO?

Uma história visceral, desesperada, que, por meio de seus protagonistas e antagonistas, aborda temas como depressão, tolerância, rejeição, perseverança.

Existem quatro personagens centrais: quatro jovens chamas, quatro solidões em busca da felicidade: Susan, Tobey, Ralph e, na foto à direita, Demi (Modelo: Viviane Xavier).

Tobey, o escritor da trama, é um nova-iorquino em cujas veias corre o sangue português. Curioso, não é?

Outra intenção minha, por ter ambientado a trama em Banff, era que meus conterrâneos se sentissem lendo um romance estrangeiro traduzido para o idioma português, para valorizarmos nossa língua, vítima de tantos preconceitos, como sabemos. Nem sei se consegui tal façanha! Talvez após ler o livro, eles fiquem aptos a avaliar a eficácia deste meu desejo.

Através das páginas da obra, os leitores vão poder viajar pela história e pela linda geografia de Banff, situado no Parque Nacional de Banff — lugar paradisíaco — com as quatro estações bem definidas, onde a vida racional e a irracional vivem em perfeita harmonia com o centro urbano e as diversas áreas verdes do município.

Enfim, o que o leitor terá a mais nas mãos, mesmo?

Continue lendo

Literatura: Capítulo 1 de “O beijo da lua boreal”

Uma história apaixonante (Clique na palavra e nas expressões em lilás)
O beijo da lua boreal(Você, que gosta de literatura, esse capítulo vai pra você!)
 

APERTOS – DE SUSAN WEST
 

21 de novembro – 18: 15.

Ainda não sei se Ralph telefonou aqui para casa hoje.

Espero que não tenha telefonado! Acertei em ter trocado meu número de celular, assim ele não me liga diretamente, com tanta frequência.

O pior é que há meses mamãe tenta me comprometer com esse vampiro, e o que mais me irrita é que ele aceita essa situação. Vem “filar” o sangue das refeições, aparece de repente… Até serenata, uma vez, já fez para mim, o que não é seu estilo!

É um caçador incansável, inconveniente! Tudo bem que ele não é feio, é culto, educado… mas de que adianta, se é cruel e arrogante?

Prefiro mil cruzes a ele, pois tenho, como você sabe, um grave motivo para a rejeição.

O dia de hoje, ah… foi chato, como os outros.

Venho pressentindo que minha existência não só vai dar uma guinada, não. Vai ser soterrada por uma avalanche arrasadora.

Continue lendo

Os “ingredientes” de um bom livro

Através de um fragmento de meu romance O beijo da lua boreal: A garota vampiro e o escritor
 

O beijo da lua boreal

 

No supertransado bar para jovens, eles haviam reservado a melhor mesa. Tobey pediu a melhor carne da casa e um chope — sinal verde para ele, Susan assumiria o volante.

Tomado o primeiro gole, ao som de uma música eletrônica, Walker perguntou, com receio:

— Está gostando do livro?

— Não. — Fez uma cara entediada, para aflição do autor. Sorrindo, malandra: — Amei!… Terminei na madrugada!

Relaxando, ele suspirou; ela concluiu:

— Agora entendo por que ele virou um best-seller: apesar de ser uma história triste, você soube usar com genialidade a matéria-prima dos grandes romances que marcaram época: a emoção. Você captou que a ira, a dor, o amor, a culpa, a perda e a solidão mexem com as emoções dos leitores e os seduzem. Parabéns, meu grande romancista!

— Oh, meu amor… a sua avaliação é tudo para mim! Aquele exemplar é seu. É um dos muitos presentes que vou lhe dar por você ter feito renascer em mim a esperança, a felicidade… Obrigado! — Beijou-lhe a mão. Indo à boca, prolongaram-se.  ()


Veja agora uma das muitas frases máximas de Augusto Cury sobre emoção:

Continue lendo

Presente de Artista com Thaeme & Thiago

Emanuel Ferrraz e os Presentes.
Você também pode faturar prêmios daqui do

Papo de Bem, 

como aconteceu com 

EMANUEL FERRAZ

de Itapissuma (PE), município ao lado da famosa Ilha de Itamaracá.

O jovem faturou o 

CD "Perto de Mim", da dupla Thaeme & Thiago

e o

meu livro de

vampiros.

 

Foto: 

ARQUIVO PESSOAL
DO CASAL EMANUEL
E EUNICE FERRAZ

Entrevista

VÊ, GALERA – Clica

msg do mês

Danielle Cruz - Msg do Mês de novembro

VOCÊ AQUI

Você Aqui - novembro de 2018

presente de artista

Aniversariantes

  • Adriana Birolli (atriz)
  • Alcione (cantora e sambista)
  • Alline Sarmento (advogada – Recife/PE)
  • Ana Paula Padrão (jornalista)
  • Angélica (cantora, apresentadora e atriz)
  • Antonia Guedes (técn. em Óptica, Igarassu/PE)
  • Conceição Teles (educadora: Ens. Médio – Olinda)
  • Deborah Secco (atriz)
  • Duca Rachid (novelista e dramaturga)
  • Emília Marques (atriz – Recife/São Paulo)
  • Fátima Sequeira (psicóloga, Rio de Janeiro)
  • Felipe Lima (ator)
  • Flávio Marcone (jorn./cineg./fotógrafo – Recife)
  • Francisco Cuoco (ator)
  • Gustavo Reiz (escritor e novelista)
  • Herson Capri (ator)
  • Iralvânia Nóbrega (pedagoga – Igarassu)
  • Jack Raf (estud.: Artes Cênicas, UFPE – Recife)
  • Jesiane Rocha (jornalista – Caruaru)
  • Jessany Sany (de 2o. grau completo – Recife)
  • Juan Lima (poeta e publicitário – Recife)
  • Lázaro Ramos (ator)
  • Luciana Mariano (prop. Lu Mariano Produções Ltda)
  • Luís Távora (ator – Recife)
  • Luiz Henrique Peixôto (prof./Informática – Paulista)
  • Marcus Vinitius (divulgador de eventos – Recife)
  • Marieta Severo (atriz)
  • Mônica Moraes (jornalista)
  • Natália Marinho (INNAM – Igarassu)
  • Natt Souza (atriz – Recife)
  • Rauani Castro (atriz e produtora – Recife)
  • Reynaldo Gianecchini (ator)
  • Thaís Araújo (atriz)
  • Thiago Fragoso (ator)
  • Thiago Nolasco (drag queen – Recife)
  • Thiago Pimenta (repres. comercial)
  • Tonny Vaz (cantor – Recife)
  • Vera Fischer (atriz)
  • Victor Gondim (modelo – Brasil/Pequim)
  • Will Tom (ator e theater – Rio de Janeiro)

Eventos

  • 02. Em São Paulo/SP: Peça teatral “As Brasas”, adaptação de Duca Rachid e Julio Fisher, onde “mais do que amigos, os personagens são ‘irmãos’” – 21h – com Herson Capri e Genézio de Barros – SESC Santana / Av. Luiz Dumont Villares, 579
  • 03. Peça “As Brasas”, adaptação de Duca Rachid e Julio Fisher, onde “mais do que amigos, os personagens são ‘irmãos’” – 21h – com Herson Capri e Genézio de Barros – SESC Santana / Av. Luiz Dumont Villares, 579, Santana/SP
  • 04. Peça teatral “As Brasas”, adaptação de Duca Rachid e Julio Fisher, onde “mais do que amigos, 18 personagens são ‘irmãos’” – 21h – com Herson Capri e Genézio de Barros – SESC Santana / Av. Luiz Dumont Villares, 579, Santana/SP
  • 07. No Rio de Janeiro/RJ: estreia da peça “As Brasas”, adaptação de Duca Rachid e Julio Fisher – 20h – de 07/11 a 30/11 – com Herson Capri e Genézio de Barros – Shopping da Gávea, Loja 264, 2º Piso / Rua Marquês de São Vicente , 52 – Gávea
  • 08. Peça “As Brasas”, adaptação de Duca Rachid e Julio Fisher – 20h – de 07/11 a 30/11 – com Herson Capri e Genézio de Barros – Shopping da Gávea, Loja 264, 2º Piso / Rua Marquês de São Vicente , 52 – Gávea – Rio de Janeiro
  • 09. Em Olinda/PE: Toquinho e Demônios da Garoa apresentam De Vinicius a Adoniran – 21h30 – Plateia Especial: R$ 204 (inteira) e R$ 102 (meia), Plateia: R$ 164 (inteira) e R$ 82 (meia), Balcão: R$ 144 (inteira) e R$ 72 (meia) – Vendas: Bilheteria do teatro, lojas Ticketfolia e www.eventim.com.br. Teatro Guararapes / Centro de Convenções
  • 09. No Rio de Janeiro/RJ: peça “As Brasas”, adaptação de Duca Rachid e Julio Fisher – 21h – de 07/11 a 30/11 – com Herson Capri e Genézio de Barros – Shopping da Gávea, Loja 264, 2º Piso / Rua Marquês de São Vicente , 52 – Gávea
  • 10. Em Recife/PE: Daniel Boaventura, dias 9 e 10 – 21h – Plateia Baixa Lateral: R$ 170 (inteira) e R$ 85 (meia), Plateia Alta: R$ 150 (inteira) e R$ 75 (meia), Balcão Nobre: R$ 130 (inteira) e R$ 65 (meia), Especial | Plateia Baixa Central: R$ 200 (preço único, com direito a CD DVD autografado e foto com o artista – Teatro RioMar / Av. República do Líbano, 251, 4º piso – RioMar Shopping
  • 14. No Rio de Janeiro/RJ: peça “As Brasas”, adaptação de Duca Rachid e Julio Fisher – 20h – de 07/11 a 30/11 – com Herson Capri e Genézio de Barros – Shopping da Gávea, Loja 264, 2º Piso / Rua Marquês de São Vicente , 52 – Gávea
  • 15. Peça “As Brasas”, adaptação de Duca Rachid e Julio Fisher – 20h – de 07/11 a 30/11 – com Herson Capri e Genézio de Barros – Shopping da Gávea, Loja 264, 2º Piso / Rua Marquês de São Vicente , 52 – Gávea, Rio de Janeiro
  • 16. Peça “As Brasas”, adaptação de Duca Rachid e Julio Fisher – 21h – de 07/11 a 30/11 – com Herson Capri e Genézio de Barros – Shopping da Gávea, Loja 264, 2º Piso / Rua Marquês de São Vicente , 52 – Gávea, Rio de Janeiro
  • 22. Em Cabo de Santo Agostinho/PE: “Frenesi”, peça teatral com Priscila Cardoso, Atriz Premiada em Recife pelo EmCena PE – 19h – Auditório Luiz Lacerda (ao lado da escola-modelo Antônio Benedito da Rocha) / Rua Linha, 72-132, Garapu
  • 30. Em Olinda/PE: Simone encontra Ivan Lins – 21h30 – Plateia Especial: R$ 244 (inteira) e R$ 122 (meia), Plateia: R$ 204 (inteira) e R$ 102 (meia), Balcão: R$ 154 (inteira) e R$ 77 (meia) – Teatro Guararapes / Centro de Convenções

Recomendo

Entrar

Arquivos